Music Monday

segunda-feira, 29 de maio de 2017


Hoje vamos falar da banda Bayside! Tenho um carinho muito grande por esses caras e não sei dizer ao certo porque, só gosto sabe? Além das músicas serem super contagiantes, as letras são ótimas e a voz do vocalista Anthony Raneri é peculiar e gostosa de ouvir.
Já indiquei eles duas vezes no Music Monday, aqui e aqui onde mostrei o trabalho solo do Anthony, que é um grande músico. 
Bayside é uma banda formada em 2000 em New York e já tem uma boa quantidade músicas gravadas: Sirens and Condolences (2004), Bayside (2005), The Walking Wounded (2007), Shudder (2008), Killing Time (2011), Cult (2014) e Vacancy (2016).
Uma curiosidade é que após muitos anos utilizando um pássaro estilizado como sua logo oficial, o Bayside perdeu o direito de usa-lo no seu material de divulgação. O grupo nunca havia registrado o 'personagem', então uma empresa mexicana comprou os direitos de usar a imagem. Isso aconteceu no final de março de 2014, mas atualmente eles ainda usam o mesmo símbolo, então não sei ao certo no que deu essa situação, não encontrei nada mais falando sobre isso... Acho que se resolveram haha!
Bom, a música indicada de hoje se chama "No One Understands" presente no álbum Shudder de 2008. Toda vez que eu escutava eu pensava comigo "nossa que música foda, a tradução deve ser linda" porque né, apesar de fazer curso de inglês ainda não sou expert haha! Fui então ver a tradução e não é que é incrível mesmo? Sem contar que me identifiquei muito... É algo realista de alguém que não está passando por um bom momento, mas que mesmo assim não deixa de acreditar que as coisas vão se resolver, nossos problemas não são o fim do mundo.

"Eu sempre me fiz de tolo por aqui
Estou começando a me preocupar pois
Eu corro pela vida me esquecendo de respirar
Todos nós precisamos de algum tempo para nos adaptarmos
Ninguém entende
Ninguém entende
O que é isso
Eu tinha grandes esperanças de prata e ouro
Eu achei que isto poderia mudar para melhor
Minha mãe sempre disse que eu tinha o nome de um santo
Mas eu nunca me senti abençoado
Ninguém entende
Ninguém entende
Ninguém entende
O que é isso
Eu tenho a sua cura aqui
É isso que você quer ouvir?
Eu me fiz de tolo muitas vezes
Eu tenho me recuperado
Por toda minha vida
E parece que
Fica mais difícil de acreditar, fica mais difícil, mas
Seja honesto
Se o sol não brilhar amanhã nós vamos sobreviver
Eu liguei no volume mais alto que podia
E não estava adiantando muito para a dor
Isso cabe a mim e ao coração na minha manga
Que não tem sido bem o mesmo
Ninguém entende
O que é isso
Estou num campo minado
Um navio de cruzeiro para o inferno
Oh, mas eu não penso nisso
É tão difícil encontrar ajuda nesses dias
Quando todos estão contando comigo
Mas eu já estou queimado
Eu tenho a sua cura aqui
É isso que você quer ouvir?
Eu me fiz de tolo muitas vezes
Eu tenho me recuperado por toda minha vida e parece que
Fica mais difícil de acreditar
Fica mais difícil, mas seja honesto
Se o sol não brilhar amanhã
Se o sol não brilhar amanhã
Se o sol não brilhar amanhã
Então nós vamos sobreviver"


Curta a página da banda no Facebook
Siga a banda no Twitter
Siga a banda no Instagram

Apoie a cena!

As Fotos de Ryan Mendez

quarta-feira, 24 de maio de 2017


Ryan Mendez era o guitarrista da banda Yellowcard, digo era porque a banda encerrou as atividades recentemente :( Aliás, Yellowcard é uma das minhas bandas preferidas, tenho até uma tattoo com uma frase de uma música deles ♥
Mas hoje não estamos aqui para falar de música, mas sim de outra arte, as belas fotografias que Mendez tira enquanto está em turnê e sempre quando pode. Ryan começou tirando fotos com seu iPhone 6 só por tirar e percebeu que as fotos saiam realmente boas e foi tomando gosto pela coisa, até que começou a fotografar com uma câmera Canon DSLR, criou um perfil no Instagram somente para publicar suas fotos e tendo um grande retorno em seus posts decidiu então criar um site para publicá-las e vendê-las.
Encontrei uma entrevista onde ele fala mais sobre seu talento e amor pela fotografia; traduzi algumas partes para vocês:

O que a fotografia significa para você? É simplesmente um hobby? É terapêutico?
É definitivamente muito mais do que um hobby. 
Eu encontrei algo que eu estava interessado e realmente me satisfez. Eu percebi que fazer isso usa a mesma parte do meu cérebro que a música utiliza e isso me inspirou a fazer algo artístico novo. Assim, quando fotografo é totalmente um alimento para a alma. Algo criativo que é diferente da música, mas ainda me sinto da mesma maneira.

O que te motiva a continuar a tirando fotos?
Uma coisa legal sobre tudo isso é que é somente eu e assim que eu penso que há algo mais pessoal sobre a fotografia do que fazendo material para o Yellowcard. Eu não quero dizer isso de uma maneira ruim. Isso não quer dizer que fazer qualquer coisa do Yellowcard é ruim. Quando você faz parte de um grupo que faz algo juntos é uma coisa. Quando você está fazendo algo por si mesmo como isso, é muito mais pessoal e você está se colocando lá fora. Há algo legal nisso. O feedback que estou recebendo de pessoas é realmente, realmente incrível. Um monte de amigos e familiares estão dizendo, "você realmente deve considerar fazer isso no futuro". Eu realmente não sei. Eu não sei se vai ser como se eu pudesse fotografar casamentos de alguns amigos ou filmar algumas bandas de amigos. Eu realmente não pensei nisso porque eu realmente não tinha nenhum tipo de agenda em tudo. Eu só comecei a tirar fotos com o meu iPhone e agora eu acabei de investir em uma câmera muito legal e eu estou tão entusiasmado com isso porque eu realmente vejo um futuro para mim, mas eu não tenho absolutamente nenhuma ideia de como vai ser. Se estou vendendo cópias em meu web site é porque as pessoas estão pedindo, ou talvez eu fotografarei casamentos aqui e lá. Tudo o que sei é que eu realmente adoro fazer isso.

Então isso é algo que você pode seguir como uma carreira, se você não estiver mais no Yellowcard?
Absolutamente. A única coisa que vou dizer é que é assustador, em certo sentido, porque qualquer carreira artística as chances de se dar bem são baixas. Eu acho que estou em uma boa posição onde eu já tenho uma base de fãs embutida com Yellowcard por isso é um bom ponto de partida. Isso me permite ter uma voz nessa busca criativa. Eu posso dizer, "Ei pessoal, eu sei que você gosta da banda. Estou fazendo isso agora. Você  pode conferir se você quiser. Se não, não é grande coisa. Se você gosta disso eu vou achar legal". Isso pode soar um pouco egoísta, mas acho que não é. Eu acho que é apenas uma espécie de inteligência para aproveitar do fato de que eu já tenho um público de alguma maneira.

A maioria de suas fotos são de paisagens, cenários ou estruturas de algum tipo. Como você decide o que vai constituir uma imagem "boa"? O que você está procurando?
Bem, você sabe o que é engraçado é que eu realmente não decido por isso. Eu só saio e eu tiro o que, para mim, é interessante e depois eu resolvo isso mais tarde. Eu realmente não tenho um gênero específico ou algo assim que eu me esforço para capturar. Eu sei que muitas pessoas adoram paisagens, muitas pessoas adoram fazer retratos. Tem que haver algo sobre isso que chama a atenção. Eu não amo necessariamente a fotografia de paisagem, mas há algumas imagens da paisagem que eu vejo e penso, "Oh Deus, aquela é uma foto impressionante". Depende totalmente da situação e do conteúdo. Para mim, por exemplo, quando eu estou em turnê e saio por aí é muito mais divertido porque eu estou sentado em um camarim em uma cidade que eu vi um milhão de vezes, mas agora eu estou utilizando isso como uma oportunidade para sair e ver o que eu posso fotografar. Na Europa eu  saí quase todos os dias. Eu tinha um objetivo, que era sair o máximo possível. Vou andando e vou ver este edifício e analisá-lo e encontrar um bom ângulo para ver o que eu acho que faria uma boa foto e vou continuar com qualquer outra coisa. Eu realmente não tenho um objetivo em mente. Eu simplesmente saio, ando, vejo o que vejo, e tento capturá-lo da maneira mais artística. Se há uma cidade com um marco notável que eu sei que é incrível eu vou fazer definitivamente uma parada lá. Uma das minhas fotos favoritas, ou melhor duas das minhas fotos favoritas, são do London Eye. Eu nunca tinha estado lá antes. Eu realmente nunca pensei "Eu vou encontrar a London Eye", eu não me importei. Agora, vou procurar uma oportunidade. Então eu peguei um Uber, fui direto para a London Eye e passei quatro horas lá apenas andando ao redor. 

Bem legal essa entrevista né? Eu achei super interessante ver o Ryan falando sobre essa outra arte tão incrível quanto a música. Ano passado infelizmente a banda Yellowcard anunciou seu último álbum e sua turnê final encerrando suas atividade sem motivo aparente. Ainda não entendo porque eles resolveram terminar com essa banda tão importante para MUITA gente :(
O que nos resta é esperar para saber qual caminho cada integrante irá seguir, e muito provavelmente veremos Ryan Mendez cada mais envolvido na fotografia. Aliás, a capa do último álbum da banda é uma fotografia tirada pelo próprio Mendez, ou seja ele conseguiu unir as duas artes muito bem! Fico feliz que os outros caras da banda também apoiam esse outro dom que ele tem. Enfim, depois desse super post vamos finalmente ás fotos! 



Essa é a capa do álbum auto intitulado do Yellowcard.


Essa foto faz parte do encarte do CD.


Essa foto também.



Vans Warped Tour.














Derek Discanio da banda State Champs.


Jenna McDougall da banda Tonight Alive.



















Belíssimo trabalho não? Eu fiquei impressionada aqui escolhendo essas fotos pra publicar Enfim, me desculpem pelo post enorme, pelas fotos não ficarem do mesmo tamanho... Vou melhorar! :)
Mas e aí, o que acharam?
Acompanhe o Ryan nas redes sociais:


Music Monday

segunda-feira, 22 de maio de 2017


Já falei aqui várias vezes que gosto muito do Bad Religion, são os meus velhos preferidos haha. Mas como sei que tem muita gente aqui que curte um estilo mais leve e de boas que não é o caso do Bad Religion, hoje vou indicar pra vocês o som do Greg Graffin vocalista da banda. Até já tinha comentado que ele acaba de lançar um novo álbum solo nesse music monday lembram? 
Bom, essa não é a primeira vez que Greg grava um um álbum solo, em 1997 ele lançou American Lesion e em 2006 Cold as the Clay. Já no dia 10 de março de 2017 lançou pela ANTI-Records o Millport. Produzido pelo guitarrista Brett Gurewitz do próprio Bad Religion, conta com participações especiais na música “Lincoln’s Funeral Train”, que foi gravada junto dos amigos do Social Distortion: o guitarrista Jonny “Two Bags” Wickersham, o baixista Brent Harding e o baterista David Hidalgo Jr.
Ah, a capa deste CD é bem bonita, é uma casinha super fofa haha, você pode ver aqui. Todas as canções dos trabalhos solos de Graffin são bem mais tranquilas com uma pegada country, sugiro que ouçam o trabalho completo deste senhor, vale a pena. 
A música que indico hoje pra vocês se chama "Backroads of My Mind", não tem clipe ainda mas tem um lyric vídeo bem bonito! A letra da música é muito bonita também e a voz do Greg é sensacional. Espero que gostem <3

"Bem, eu nunca fui um problema, mas eu acho que era para mim
Quando eu era apenas um garotinho, Pep me colocou no joelho
E ele disse: "Caro filho, dirija claramente na estrada que você deve ficar,
Porque lá embaixo naquele vale, garoto, os desvios fazem você se perder "
Ele disse: Não desperdice amanhã no tempo ocioso de hoje,
É difícil viver nas estradas de trás de sua mente!"
Nas estradas de trás da minha mente onde as voltas são na maior parte cegas
Bem, eles foram negligenciados há muito tempo e 
Ultimamente você está em declínio
É difícil viver nas estradas de trás da minha mente
Agora os anos voaram tão rapidamente e eu não posso dizer que eles foram gentis
A velha casa e minha família, eu deixei tudo para trás
Para uma vida de fortuna esperançosa, nas rodovias eu vaguei
Mas como tantas estradas sem saída, eles me deixaram sozinho!
Eu nunca estive em Jackson, onde o problema é tão fácil de encontrar
Eu chorei minha parte aqui nas estradas de trás de minha mente
É difícil viver nas estradas de trás da minha mente
Sim, é difícil viver nas estradas de trás da minha mente!"



Curta a página da banda no Facebook
Siga a banda no Twitter
Siga a banda no Instagram

Apoie a cena!

Cover da Vez!

quarta-feira, 17 de maio de 2017


Finalmente temos mais um "cover da vez" aqui nesse blog! E olha que o de hoje está muito bom MESMO! Sabe quem é? Sim Avril Lavigne cantando "All The Small Things" do Blink-182! Acho que muitas pessoas nem sabiam desse cover que a Avril fez, eu encontrei por acaso e simplesmente amei <3
Espero que vocês também gostem. Ah, para ver os posts anteriores desta categoria, clique abaixo:



Música original:


E aí, gostaram tanto quanto eu?

Music Monday

segunda-feira, 8 de maio de 2017


Panic! At The Disco é uma banda que já teve muitas fases. Mudança de estilo, mas sem deixar a essência de lado, MUITAS mudanças de integrantes e nesse vai e vem Brendon Urie o frontman do grupo se mostrou cada vez mais talentoso, se tornando na minha visão um artista completo. Aliás recentemente foi anunciado que ele irá participar do tradicional musical Kinky Boots na Broadway. O musical, que estreou em 2012 e já ganhou diversos prêmios, conta com composições de Cyndi Lauper.
Claro que Panic! At The Disco não é só Brendon Urie; o negócio é que ele é o único membro original da banda, por isso o foco sempre fica nele... É até deprimente pensar que no começo era uma banda com 4 integrantes e hoje só resta um original :(
A banda foi formada em Las Vegas, Nevada em 2004 e tem os seguintes álbuns lançados até agora: A Fever You Can't Sweat Out (2005), Pretty. Odd. (2008), Vices & Virtues (2011), Too Weird to Live, Too Rare to Die! (2013) e Death of a Bachelor (2016).
Bom, acho que maioria de vocês já conhece os caras então não vou me atentar á detalhes. 
A música de hoje é viciante haha, se chama "LA Devotee" e faz parte dessa nova e atual fase da banda. O clipe é bem louco, mostra um menino sendo sequestrado e passando por uma lavagem cerebral, é meio perturbador... Panic! At The Disco sempre tem ótimas produções nos seus vídeos e nesse conta com a participação do ator Noah Schnapp, da serie Stranger Things. O menino até já se apresentou ao vivo para cantar com junto Brendon!
E é isso aí, espero que curtam o som e boa semana! :)

"Você tem os dois olhos pretos por amar demais
E um carro preto que combina com sua alma sombria
Eu não mudaria você, oh oh
Nunca tentaria fazer você partir, não
A costa neon era o seu signo
E a brisa de Midwest com ascendente em Peixes
Eu não mudaria você, oh oh
Nunca tentaria fazer você partir, não
Palmeiras imóveis derretem sua vibração
Sussurros da meia-noite
A magia negra do filme Cidade dos Sonhos
Piscinas sob céus desérticos
Tomando vinho branco sob luz avermelhada
Apenas outro devoto a Los Angeles
Pores do Sol no olho maligno
Invisíveis ao santuário de Hollywood
Sempre na caçada por pouco mais de tempo
Apenas outro devoto a Los Angeles
Apenas outro
Apenas outro, oh oh
Você tem olhos desbotados pela areia do vale
E as palmeiras de alcatrão escuras continuam choramingando seu nome
Eu não poderia mudar você, oh oh
Nunca poderia tentar fazer você enxergar, não
As elevadas luzes nascentes decifram seus direitos
E uma baixa tempestade com ascendente em Áries
Eu não poderia mudar você, oh oh
Nunca poderia tentar fazer você ver, não"


Bônus: Apresentação com participação de Noah Schnapp.


Curta a página da banda no Facebook
Siga a banda no Twitter
Siga a banda no Instagram

Apoie a cena!

TAG: 40 Perguntas De Beleza

quarta-feira, 3 de maio de 2017


Gente, estou sem criatividade pra posts nos últimos dias, então resolvi responder uma tag sobre beleza que eu vi no blog da Raquel, o Tips and Confessions. Ainda não respondi nenhuma tag parecida então vai ser legal. Ah, quem quiser responder sinta-se a vontade :)

1. Quantas vezes você lava o rosto por dia?
Duas. Quando acordo e antes de dormir.

2. Qual é o seu tipo de pele?
Mista.

3. Qual é o seu creme para o rosto favorito?
Eu estou usando o da Avon Care Renovare Accolade Noite, mas estou em busca de um melhor porque não acho esse tão bom, dicas?

4. Você esfolia o seu rosto?
Sim, com mel e açúcar. Já testaram?

5. Você tem sardas?
Poucas, mas tenho.

6. Usa creme para a região dos olhos?
Não.

7. Tem problemas com acne?
Ás vezes. Minha pele é sensível e sou alérgica á várias coisas, então volta e meia aparece alguma :(

8. Usa creme para espinha?
Fui na dermatologista recentemente e ela me receitou um sabonete para isso. Mas uso Minancora.

9. Qual base você usa?
Uso a base da Maybelline Superstay Ivory Light

10. Qual é o seu corretivo preferido?
Raramente uso corretivo. Eu usava um da Cores e Brilhos, mas recentemente comprei um da Tracta e gostei, mas uso só quando é extremamente necessário.

11. O que você acha de cílios postiços?
Legal, mas nunca usei e nem sei se usaria.

12. Você sabia que deve mudar de máscara de cílios de 3 em 3 meses?
Não rola né? Maquiagens são caras.

13. Qual é a sua marca de máscara de cílios preferida?
Eu uso o Super Shock da Avon e o Colossal da Maybelline.

14. MAC ou Sephora?
Que??

15. Quais são os seus acessórios de maquiagem preferidos?
Acessórios? Vish não uso nenhum...

16. Usa primer nos olhos?
Não.

17. E no rosto?
Comecei a usar a pouco tempo, então sim, uso.

18. Qual é a sua sombra favorita?
Eu gosto de sombra preta, cinza e marrom. Mas não tenho uma marca preferida para sombras.

19. Usa delineador em gel ou líquido?
Na verdade, o que eu uso não é nem gel e nem líquido, é tipo um lápis.

20. O que acha de pigmentos?
Nem sei direito o que é isso.

21. Qual é o seu batom preferido?
Vermelhos de preferência. Matte, mas que não ressequem a boca.

22. E gloss?
Não gosto.

23. Qual é o seu blush preferido?
Odeio blush!!

24. Costuma comprar maquiagem no Ebay?
Nunca comprei makes pela internet, apenas recebi uma vez uma palheta de sombras, até comentei nesse post, porém ela veio quebrada :(

25. Você compra maquiagens de marcas baratas que vendem em farmácia?
Não em farmácias, mas já comprei essas que tem em lojas de cosméticos mesmo.

26. Já pensou em fazer aulas de maquiagem?
Já tive aulas de maquiagem artística na faculdade rs. Ah, seria legal fazer umas aulas de maquiagem, mas só se tivesse oportunidade mesmo  porque eu não iria atrás desse tipo de curso.

27. Você é desastrada na hora de se maquiar?
Ás vezes hahahah, mas geralmente me saio bem.

28. Qual é o crime de maquiagem que você mais odeia?
Make nos olhos e pele mal feita e também excesso de blush.

29. Maquiagem colorida ou neutra?
Neutra.

30. Qual celebridade tem a maquiagem sempre impecável?
Avril Lavigne, Taylor Momsen, Hayley Williams...

31. Se pudesse salvar apenas um produto de maquiagem, qual seria?
Batom <3

32. Sai de casa sem maquiagem?
Praticamente todos os dias haha.

33. Gosta de se ver sem maquiagem?
Claro que prefiro me ver linda e de maquiagem, mas também me gosto sem nada no rosto, principalmente quando a pele está boa haha.

34. Qual é a sua cor de esmalte preferida?
Esmaltes escuros e coloridos, do tipo preto, azul, vermelho, com nail art...

35. Seu cabelo é oleoso ou seco?
Seco nas pontas e mais oleoso na raiz.

36. Qual é a parte mais divertida de se maquiar?
Eu gosto de todo o processo da maquiagem.

37. Qual é sua marca preferida de maquiagem?
Avon, Maybelline e Tracta.

38. Você lixa as unhas?
Sim.

39. O que você pensa sobre maquiagem?
É algo que vem pra somar, realçar nossa beleza e nos fazer sentir mais bonitas. 

40. Marque alguém para responder.
Quem quiser responder! :)

Não sou expert em maquiagem, mas mesmo assim gosto muito e tento caprichar quando vou me maquiar. E vocês como se relacionam com isso?

Roda Gigante

quarta-feira, 26 de abril de 2017


Eu adoro parque de diversão, até fiz um post aqui mostrando uma tarde no parque a um tempo atrás. Mas dessa vez não fui exatamente num parque, fui apenas numa roda gigante que estava no Shopping Barigui aqui de Curitiba. Boatos diziam que a roda era super gigante e blá blá blá, mas nem era tão gigante assim não. Era bem normal, sem nada demais haha, mas isso não importa o que importa é que eu estava com boas companhias. Finalmente saí pra passear com a Paula do blog Foca no Glitter <3 Nos conhecemos a muito tempo, desde a época do Orkut, desde a primeira (e única até agora) vez que o Simple Plan veio pra Curitiba em 2009. Desde então sempre mantivemos um certo contato pela internet, principalmente pelo Twitter (twitter é amor). A Paula criou o blog não faz muito tempo e por causa disso acho que nos aproximamos e ficamos de marcar de sair pra fotografar e nos ver claro, até o dia que deu certo! 
Thalita também é da mesma época do show do Simple Plan e amiga da Paula e foi junto com a gente na roda gigante. A Carol minha amiga fotógrafa e linda também foi junto se divertir na roda gigante e tirar mais umas fotos incríveis, aliás já comentei sobre o trabalho dela em alguns posts aqui no blog :)
Enfim, foi uma tarde bem legal e agora vamos as fotos hehe! ♥











Cabelo de algodão doce <3


Rapunzel.


Muitas fotos!











Finalmente tenho uma foto com você ♥






Feliz e contente pensando no hambúrguer maravilhoso que eu fui comer depois dessas fotos HAHA



Queridas!





Bela foto que a Paula conseguiu registrar.

E foi isso, espero que tenham gostado das fotos porque eu amei. Beijos ;*
Hey I'm With The Band